Receba todas as novidades!
Deixe seus dados e receba nossos conteúdos direto no seu e-mail:
Seu e-mail está seguro conosco :)
Postado por inara chagas
02/10/2020

O QUE FAZ UM CAPTADOR DE RECURSOS?

Um captador de recursos deve ser alguém que entenda as peculiaridades da organização | Foto: Pexels
Um captador de recursos é o responsável pela captação/mobilização de recursos de uma organização social. Dentro da ONG, ele pode tanto fazer parte de uma equipe de captadores de recursos quanto trabalhar de forma mais "solitária", por assim dizer.

Mas afinal, como é o dia a dia de um captador de recursos? Quais são os seus deveres dentro da organização? As respostas para essas perguntas você só terá se continuar a leitura deste artigo.

Vamos nessa?

O que significa captar recursos?

As organizações do terceiro setor precisam de recursos para sobreviver, certo? Pois bem. Esses recursos, por sua vez, podem ser obtidos das mais diferentes maneiras (eventos, venda de produtos, editais, doações…). A área de captação de recursos é a responsável por pensar em todas essas ações, de forma que consiga arrecadar recursos suficientes para a sua organização poder atuar de forma satisfatória. Lembrando que o termo "recursos suficientes" é algo genérico, afinal, cada ONG sabe dizer melhor quais são os recursos necessários para a sua atuação.

Bem, por mais que todos dentro da equipe possam e devam pensar em formas de conseguir recursos, concordamos que o trabalho se torna muito mais eficiente quando uma pessoa fica como responsável por essa tarefa, certo? É por isso que existe uma equipe (nem que seja de apenas um membro) responsável por essa parte, para o risco de não ficar "esquecida" no meio de tantas outras demandas da organização.

Mas e como é o dia a dia de um captador de recursos? Vejamos abaixo.

E o que faz um captador?

Agora que você já sabe o que significa captar recursos, imagino que fique muito mais fácil entender o dia a dia de um captador.

Um captador de recursos deve entender completamente todas as frentes da organização. É de sua responsabilidade conhecer os pontos fortes e fracos da equipe, bem como os desejos e aflições. E tudo isso para que ele possa entender os objetivos da OSC e quais são os recursos necessários para atingi-los. Vê como é um trabalho que não pode ser concluído em um curto espaço de tempo?

Além disso, um captador deve ser uma pessoa antenada no terceiro setor. Ter um bom networking é fundamental para não perder oportunidade de editais, eventos, conhecer potenciais doadores e trazer novas ideias para a equipe.

Parece um pouco abstrato, e de fato é. Entretanto, ao olhar para a quantidade de atividades citadas e em como cada uma delas demanda muito tempo e atenção, percebemos que essa é uma função muito importante dentro de uma organização da sociedade civil. Imagine só não ter alguém para lidar exclusivamente com essa área, a quantidade de tarefas soltas que ficariam para cada membro de organização?

Por que ter um captador de recursos?

De nada adianta ter um captador de recursos se ele não trabalha em coletivo com a organização | Foto: Pexels
Se você chegou até aqui, imagino que tenha compreendido o tamanho das responsabilidades de um captador de recursos. Afinal, se ele é o principal responsável por angariar recursos para a sua ONG, então também está nas mãos dele o futuro da organização.

Veja bem, ele não é o único responsável pela situação financeira da organização (afinal, para que ele tenha conteúdo a oferecer para possíveis doadores, existe a necessidade de outras pessoas trabalhando ativamente na organização). Entretanto, ele é o principal responsável por essa área.

E por que estou dizendo isso?

Porque muitas pessoas acreditam que se contratarem um captador de recursos, todos os problemas da organização terminam. Na verdade, ter uma área de captação irá te ajudar e muito com questões financeiras e, cá entre nós, sabemos que essa é uma das principais (se não a principal) dor de cabeça das organizações. Entretanto, captação não faz milagres, e entender isso é não se frustrar com expectativas futuras.

E então, gostou da dica de hoje? Caso tenha interesse em mais conteúdos como esse, continue acompanhando os perfis oficiais da Fundraising Academy Brasil, além de se inscrever em nosso canal do Telegram. Lá, publicamos dicas diárias para que a sua iniciativa possa conquistar a estabilidade financeira.

Te vejo por lá.

Gostou do nosso conteúdo?

Compartilhe nas suas redes sociais :)